Rede Gazeta abre espaço de cocriação em parceria com universidades

25 de outubro de 2016


Gazeta Lab traz um laboratório multidisciplinar para elaboração de novos produtos e ideias 



Uma iniciativa que promove maior interação entre o mercado e as instituições acadêmicas no desenvolvimento de novos projetos. 
Esta é a proposta do GazetaLab, um espaço para a troca de experiências e desenvolvimento de projetos inovadores, envolvendo profissionais da Rede Gazeta e alunos de universidades e faculdades da Grande Vitória.

O projeto piloto será desenvolvido com alunos de graduação da Universidade Vila Velha (UVV). A parceria foi assinada nesta quinta-feira (19) pelo reitor da UVV, Heráclito Amâncio Pereira, e a diretora de Desenvolvimento Institucional da Rede Gazeta, Leticia Lindenberg. “Esta parceria significa uma oportunidade muito grande para os estudantes obterem informação e imediatamente aplicar, o que gera conhecimento e habilidades que no dia a dia em sala de aula às vezes não acontece. A instituição acaba ganhando um aluno com alto potencial de criatividade e mais preparado para o mercado”, destaca o reitor.

No encontro também estavam o presidente da instituição, José Luiz Dantas, o diretor da UVV Business School, diretores, gestores e jornalistas do grupo de comunicação.

GazetaLab é o primeiro passo para um modelo de cocriação aplicado no grupo de comunicação. A expectativa é a expansão para outras áreas e segmentos da empres.

- “Nada melhor que nos juntar às universidades para iniciar a experiência. Acredito que teremos muitos ganhos para ambos os lados e, o melhor, ganhos para a sociedade que poderá usufruir de tudo o que vamos produzir”, aponta Leticia Lindenberg.

Durante dois meses, oito estudantes de diferentes áreas de formação vão sugerir e desenvolver novos produtos e ideias com o objetivo de otimizar a entrega de conteúdo no portal Gazeta Online, que será o primeiro veículo a testar o trabalho desenvolvido no GazetaLab.

-  “Nossa proposta é aproximar o jornalismo da área acadêmica e buscar novos olhares, tendências e narrativas. Pelo perfil dos estudantes, creio que teremos um esforço para criar elementos interativos, e também para sair do discurso da problematização para buscar um discurso da solução. Quem vai ganhar mesmo é o leitor, o internauta”, prevê o editor executivo do GOL, Aglisson Lopes.

Sugerido pela Redação Integrada Multimídia, o primeiro tema estudado pelo grupo é “Vidas Secas”, explorado pelos veículos da Rede Gazeta como a maior estiagem da história, que afeta comunidades do Espírito Santo ao longo dos últimos anos.

O grupo multidisciplinar é formado por acadêmicos das áreas de Geologia, Ciências Biológicas, Marketing, Engenharia e Ciência da Computação. A cada semana, os integrantes do Gazeta Lab se reúnem em uma sala exclusiva montada para o desenvolvimento de projetos. O trabalho também acontece fora da empresa, onde o grupo realiza outras reuniões para organizar propostas.

Durante o processo de intercâmbio e cooperação podem ser realizados cursos, estudos e atividades culturais em áreas de interesse comum, envolvendo os profissionais da Rede Gazeta com objetivo de desenvolver a educação e estimular habilidades exigidas pelo mercado de trabalho.

- "É uma busca permanente da Universidade fazer uma aproximação com o mercado e permitir que os alunos vivenciem os problemas reais com prazos e entregas. Isso soma a formação profissional e social. Acredito que por ser piloto é uma semente que lançamos para colher frutos extraordinários”, concluiu o diretor executivo da UVV Jefferson Cabral.

Com Ismael Inoch

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ: 15.265.070/0001-49