Crítico e Curador Agnaldo Farias, Vanderlei Lopes, José Spaniol e Raphael Bianco na Matias Brotas nesta terça

29 de novembro de 2016


Vitória terá um encontro de arte inédito e único. A convite da Matias Brotas arte contemporânea, o curador e crítico de arte Agnaldo Farias, um dos maiores pesquisadores da arte no Brasil, chega a para um bate-papo sobre ‘Arte Contemporânea e Colecionismo’ nesta terça, 29, às 19 horas. 

‘O que é arte contemporânea?’ é o tema central do encontro que também terá a participação especial de três artistas reconhecidos pelo seu trabalho na arte contemporânea atual como Vanderlei Lopes, José Spaniol e Raphael Bianco. 

O evento faz parte da programação especial da Matias Brotas em comemoração aos seus 10 anos e encerra o calendário de atividades de 2016 mantendo o compromisso da galeria de aproximar o público da arte, dos artistas e das produções mais recentes da arte contemporânea brasileira.

Agnaldo Farias é um dos nomes mais reconhecidos do país quando o assunto é conhecimento em arte contemporânea. Atualmente é Professor Doutor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, além de atuar ativamente como Crítico de Arte e Curador. Aliás, Agnaldo é o curador da 4ª edição do Clube do Colecionador de Arte da Matias Brotas lançado na ArtRio Fair 2016 e que será apresentado também durante o evento em Vitória.

Ainda sobre o ‘papa da arte no Brasil’, vale destacar que Agnaldo é curador geral do Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba. Já foi curador geral do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e curador de Exposições Temporárias do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo. 

Foi também por duas vezes curador geral da Bienal de São Paulo, bem como da Bienal de Cuenca, no Equador, da Bienal de Veneza, na Itália, e da Bienal de Johannesburgo, na África do Sul. Atualmente é consultor de curadoria do Instituto Tomie Ohtake, membro do Comitê Curatorial da Fundação Iberê Camargo, de Porto Alegre e do Conselho da Fundação Vera Chaves Barcelos, de Porto Alegre.

Sobre os artistas
Além de falar sobre o contexto atual da arte contemporânea no país, Agnaldo Farias intermediará a conversa com os artistas Vanderlei Lopes, José Spaniol e Raphael Bianco para falarem sobre colecionismo, seus processos de criação e produções mais recentes.

O artista gaúcho radicado em São Paulo, José Spaniol, já contabiliza diversos prêmios ao longo de sua trajetória, inclusive residência na Europa. Suas obras já estão em importantes coleções como Museu de Arte Moderna de São Paulo (M.A.M.), Museu de Arte Contemporânea da U.S.P., Instituto Cultura Itaú (SP), entre outros. Atualmente é professor do Instituto de Artes da UNESP em São Paulo. 

No início da carreira, o artista utiliza objetos cotidianos, e estabelece uma troca entre a função utilitária e a poética. Desde os anos 1990, explora a relação entre suas obras com arquitetura e espaços expositivos. Desde então, já realizou diversas exposição individuais e coletivas no Brasil e no exterior.

O artista paranaense Vanderlei Lopes, indicado três vezes ao PIPA, e que contabiliza diversas exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior como em Portugal, Argentina, Colômbia e Estados Unidos, possui também suas obras em coleções como da Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, Coleção Itaú, Gilberto Chateaubriand e Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, entre outras. 

Ele trabalha no limite entre diferentes linguagens, incluindo desenho, fotografia e vídeo. Nos últimos anos tem dedicado à escultura, inclusive vem empregando o bronze como matéria prima principal para fixar ações sobre objetos ou situações cotidianas. 


Recentemente esteve nos holofotes da mídia nacional pois sua obra “Desvio”, peça em bronze polido que consiste na representação dos rastros de um pneu em uma mancha no chão, que estava exposta na ArtRio Rio Fair. É que depois ela seguiu para o Museu de Arte do Rio – MAR, já que a peça foi doada pela empresa patrocinadora da feira.

Fechando o trio de artistas do encontro está o capixaba Raphael Bianco, jovem artista da produção atual da arte contemporânea brasileira. Por duas vezes teve suas obras representadas na ArtRio Fair (direita). 

Apesar de sua recente trajetória artística, Bianco vem despertando o interesse de críticos renomados como Paulo Sérgio Duarte e Waldir Barreto, que debruçaram-se em textos críticos sobre seu trabalho. Algumas de suas obras fazem parte dos acervos da Universidade Federal do Espírito Santo, do Banco do Estado do Espírito Santo, além de diversos colecionadores privados nacionais.

Clube do Colecionador
Durante o evento, a Matias Brotas lança também a 4ª edição do Clube do Colecionador de Arte, uma edição especial em comemoração aos 10 anos da galeria com curadoria de Agnaldo Farias, que convidou quatro importantes artistas pelo caráter experimental e diversidades de suas pesquisas: Andrea Brown (direita), José Bechara, José Spaniol e Raphael Bianco, que produziram quinze múltiplos inéditos.

O artista Raphael Bianco criou 15 desenhos diferentes de aves em lápis de cor sobre papel, integrantes de uma série a qual chamou de "a visita". Essa série resulta de uma pesquisa sobre uma lembrança específica de um pequeno evento que ele não presenciou. 

Uma escultura de ferro e cimento chamada de ‘Geometria e o espaço’ é a criação exclusiva da artista Andrea Brown para o clube. Construída com tubos recortados e superpostos, o ferro é o elemento estrutural e o cimento, massa maleável, o rígido e o pesado.

O carioca José Bechara trouxe um trabalho diferenciado. O artista toma lonas de caminhão, algumas delas usadas, carregadas de vestígios de ações anteriores, e deita sobre elas, isolada ou combinadamente, mantas de palha de aço, emulsão de cobre, aço, carbono, entre outros materiais. 

Feito isso, ele as molha provocando a oxidação do material e, simultaneamente, a corrosão e coloração dos tecidos. Dessa vez, utilizando um papel Canson denso, o artista irá carimbar listras horizontais de emulsão ferrosa.

E por fim, o gaúcho radicado em São Paulo, José Spaniol, fecha o quarteto artístico desta edição do clube trazendo uma fotografia que é o registro de um desenho elaborado sobre uma placa plana de ardósia, com as bordas semelhantes a moldura de uma pintura.

Serviço
Palestra sobre ‘Arte contemporânea e colecionismo’
Com o curador e crítico Agnaldo Farias e os artistas Vanderlei Lopes, José Spaniol e Raphael Bianco.

Data: Dia 29 de novembro, 19 horas
Local: Matias Brotas arte contemporânea
Av. Carlos Gomes de Sá, 130, Mata da Praia, Vitória/ES. 
[27] 3327-6966 / 99933-8172
ENTRADA FRANCA

Com Danielle Ewald

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ: 15.265.070/0001-49