Uchôa de Mendonça : No país do Lula lá

11 de maio de 2017



NOTA– Você vai ler um comentário independente, sem enganos, sem mentiras. Se Você entender que não deva prosseguir com sua leitura, delete-o. Nunca suporte o que não gosta. 
Se não ler, vai perder a oportunidade de conhecer a verdade.



O desenvolvimento de uma nação é feito através da educação de sua sociedade, da segurança, da evolução constante de sua infra-estrutura e dos meios de comunicação.

Com todo pobreza da infra-estrutura educacional à disposição da sociedade brasileira, até a década de 60, a juventude que estudava naquela época sabe mais do que a de hoje, da era do computador e do sistema de pornografia sob o comando do sistema de comunicações via whatsApp. Todo mundo anda “armado” com um celular pregado na orelha ou parado em cada canto de olho na tela, curtindo a pornografia institucionalizada, pouco ligando para a mais importante novela de todos os tempos transmitida pela nossa cadeia de TVs, a do processo Lava-Jato, sob a direção do Juiz Federal Sér gio Moro.

Cada ministro da Educação que se sucede quer mudar os métodos de educação e, ao meio de uma tremenda balbúrdia, onde ninguém quer estudar, mas quer ingressar na Universidade para ter um diploma de qualquer jeito, instituíram um sistema de raça negra, quando todos estudamos, sabemos, que a raça humana é uma só, não importando qual seja a cor da pele do indivíduo. Com o “progresso”, veio até o reconhecimento oficial do acasalamento de pessoas do mesmo sex o, destruindo o que sempre se imaginou ser uma família.

Toda essa revolução nos campos da educação, dos princípios básicos que devem nortear uma sociedade, chama-se falta de berço, de tradição. Mais ou menos, nesses 200 milhões de habitantes do Brasil, em torno de 20% adotam métodos tradicionais de educação, de princípios básicos familiares.

Instituiu-se no Brasil que a massa burra de alunos que não quer estudar tem que passar de ano. A própria classe política que transformou a educação brasileira nessa grande merda que estamos assistindo, quer que o povo continue burro para explorar seus sentimentos, através da ausência de princípios básicos de educação, gerando essa tremenda falta de conhecimentos políticos, dessa carência de princípios básicos de liberdade, essa raiva que uma grande parcela tem daqueles que trabalham e ficam ricos, porque admitem que toda nação deva ser constituída de pobres de espírito e de riqueza. é crime ser rico no Brasil, mas querem transformar em santos aqueles que pilham os cofres públicos, que se enricam fazendo da política um antro de bandidos, sob o comando de empresas construtoras.

A falência do nosso sistema educacional, a incapacidade de cada ministro, de cada secretário de educação despreparado, forma uma sociedade de inconseqüentes, de uma massa de manobra que, não sabendo construir seu futuro, quer destruir aqueles que trabalham com objetivo de usufruir os frutos do progresso, de sua capacidade de desenvolver riqueza.


É o país dos Lula lá...




Uchôa de Mendonça 
é jornalista

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ: 15.265.070/0001-49