Alencar Garcia de Freitas: A Natureza e os seus namorados

9 de junho de 2017



Há uma crendice segundo a qual Santo Antônio seria o santo protetor dos namorados; por que não eleger a “santa” Natureza como a protetora dos namorados? 

Penso, não por descrença, que está passando da hora de se dar uma “folga” a esse santo, que se diz eleito há séculos como uma espécie de alcoviteiro dos pares românticos, dando a vez agora a essa “santa”, mais democrática talvez pelo fato de não ser exclusivista e assim aceitar adoração e devoção de todos os tipos de crentes, inclusive dos animistas.

É no altar dessa “santa”que mais se abraçam, se beijam e se enroscam os pares românticos, de preferência em uma noite estrelada e de lua cheia, ou mesmo até de dia, debaixo de árvores frondosas, em um jardim cheio de flores perfumadas e embelezado por lagos com águas bem cristalinas, peixinhos se beijando e nos arredores casais de pombos ensinando grandes lições de amor...

Já existem, aos milhares e milhões aqueles que amam de verdade a “santa” Natureza, sendo capazes de brigar – e o fazem – em favor dela, combatendo os desmatamentos, as queimadas, a poluição dos lagos, córregos, rios e mares, lutando, ardorosamente, lutando pela preservação das espécies ameaçadas de extinção.

Com a chegada anual do Dia dos Namorados, tão explorado comercialmente, tenho a impressão que seria oportuno uma homenagem e um maior carinho com a “santa” Natureza, que tem sido, tantas vezes, o cenário preferido dos casais de namorados, dos casais marido e mulher e dos amantes quaisquer sejam, uma vez que ela é a grande acolhedora e testemunha fiel do amor a dois.

Uma homenagem como essa à natureza e seus namorados, no mês do meio ambiente, é mais do que oportuna e merecida.

Celebremos, juntos, a Natureza e o Dia dos Namorados, porque são eles os que, bem cuidados, contribuem para dar aos habitantes deste planeta alegria e prosperidade constantes.



Alencar Garcia de Freitas 
é jornalista

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ: 15.265.070/0001-49