Geraldo Ferreguetti: Uso da irrigação é necessidade básica para café e mamão, principais culturas agrícolas do ES

5 de julho de 2017

Geraldo Ferreguetti destaca que o café representa 30% do Produto Interno Bruto do ES. 
E o mamão, que fez do ES um dos maiores produtores 
do País, representa 59% das exportações brasileiras.


- "A gestão dos recursos hídricos é demanda primordial para garantir sucesso nessas lavouras", assinala o Diretor Executivo da Caliman e inspetor chefe do Crea-ES em Linhares, engenherio Agrônomo Geraldo Ferreguetti.

Geraldo afirma que o manejo adequado da água no cultivo do mamão, por exemplo, foi determinante para o sucesso do setor, permitindo a produção garantida pelo uso da irrigação, de modo sustentável e possibilitando atender aos protocolos de certificação internacional.

Por outro lado, para as plantações de café a demanda por água é mais expressiva e preocupante, uma vez que mais de 75% dos municípios capixabas têm nesta cultura a fonte dinâmica de sua economia.

- “Ainda que possamos avançar muito na adaptabilidade das lavouras à restrição hídrica, não se pode negar a relevância da água para o futuro da cafeicultura. Com certeza hoje e por muitos anos ainda, a atividade mais impactante sobre a disponibilidade de recursos hídricos no Espírito Santo é a cafeicultura irrigada”, observa o engenheiro agrônomo.

Como solução, ele aposta no trabalho científico e técnico dos profissionais da Engenharia e da Agronomia, cujo compromisso é dar respostas para a crise da água que aflige a população do ES, seja pela escassez ou pelo excesso.

Lembrando o rompimento da barragem em Mariana (MG) em 2015, que provocou danos ambientais em parte do Espírito Santo, Geraldo sinaliza que os profissionais da área tecnológica podem contribuir para a mitigação dos impactos ambientais e para o avanço da recuperação do rio Doce e seus afluentes.

- “O impacto do acidente veio agravar consideravelmente uma situação já bastante ruim sob o ponto de vista da preservação ambiental da bacia do Doce. O objetivo agora é trabalhar na mitigação dos impactos ambientais da ocorrência de Mariana e ao mesmo tempo avançar em outras medidas de recuperação do rio e seus afluentes, tais como recuperar as nascentes, reflorestar e proteger as matas ciliares, construir estrutura de reservação de água, promover o uso racional da água nos processos de produção, e muito mais”, pondera Ferreguetti.

Preparatório em Colatina

Todas essas questões serão destaque da palestra “Uso Racional da Água Na Agricultura”, durante o Preparatório da Engenharia e da Agronomia para o 8º Fórum Mundial da Água, promovido pelo Sistema Confea/Crea e Mútua, entre 10 e 12 de julho no campus do Instituto Federal do ES em Colatina.

No encontro haverá debates sobre estratégias de manejo e preservação dos recursos hídricos e energéticos, com a presença de 300 lideranças profissionais, gestores públicos e pesquisadores.

A proposta do Sistema é levar os resultados dessas discussões para o Fórum Mundial da Água, que será realizado pela primeira vez em Brasília, em 2018.

- “O debate contribuirá para o fortalecimento da consciência ambiental entre os jovens profissionais da área de engenharia e agronomia do nosso Estado. Estaremos, então, contribuindo decisivamente para uma postura crítica fundada em conhecimentos científicos, permitindo a estes profissionais atuarem de forma decisiva na solução definitiva da crise de recursos hídricos que aflige a população todos os anos, seja pela falta, ou pelo excesso”, finaliza.

Inscrições: mundialagua.confea.org.br - No dia do evento, levar 2 quilos de alimentos não perecíveis para doação.

Informações: (27) 3334-9936 / 9918

COMENTAR

Jose Rocha

Oleani, parabéns pela excelente cobertura do evento do CONFEA em Colatina-ES na semana passada. Um grande abraço, José Dilcio Rocha

Don Oleari

Ora, meu caro, muito obrigado. Vindo de um profissional do seu nível é um prêmio. Eu é que devo agradecer, José Dilcio Rocha, por ter tido a oportunidade de ouvir sua excelente preleção - uma aula agradável, diria - e a dos demais, uma oportunidade rara. O evento, aliás, foi um dos mais importantes de tantos que já vi por aqui nos últimos 800 anos kkkk...Abração do Oleari.

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ: 15.265.070/0001-49